O perfil do desenvolvedor ideal

Perfil do Desenvolvedor ideal

Descubra as principais habilidades que um desenvolvedor de software precisa ter para ser bem sucedido na área de programação.

O universo da programação é extremamente complexo e dinâmico. Os conhecimentos mudam bastante e novas ferramentas são lançadas a toda hora. Por isso, o perfil do desenvolvedor ideal pode variar bastante entre empresas.

No entanto, alguns conjuntos de habilidades são indispensáveis para qualquer profissional. Esses conhecimentos são levados por toda a carreira e, dificilmente, não serão exigidos dentro de uma carreira como desenvolvedor.

Quer saber qual é o perfil do desenvolvedor ideal e quais são as habilidades que são necessárias para o dia a dia? Então, continue lendo para conhecê-las e conferir qual é a base para uma carreira de sucesso.

Boa leitura!

O perfil do desenvolvedor ideal: categoria soft skills

As soft skills são habilidades de comportamento, bastante subjetivas e difíceis de monitorar. Assim, seu aprendizado também é complexo e, possivelmente, vai exigir um treinamento — sempre prático e constante — por toda a carreira.

No entanto, elas são vitais para o perfil do desenvolvedor moderno, onde as ferramentas exigem menos capacidade técnica dos profissionais, fazendo com que essas habilidades comportamentais se destaquem para um bom resultado final do produto.

Então, confira as principais soft skills necessárias para um bom desenvolvedor de software:

Comunicação

A boa comunicação é essencial em qualquer profissão e para o perfil do desenvolvedor atual não é diferente. Ter condições de expor ideias com clareza, evidenciando suas reais intenções por trás de algumas escolhas é essencial para a carreira.

Além disso, a capacidade de entender o que outros estão comunicando também é igualmente importante. Um bom comunicador também deve ter condições de entender as ideias e intenções durante uma conversa, troca de e-mail e de mensagens instantâneas, por exemplo.

Trabalho em equipe

A era dos “rockstars” no desenvolvimento ficou para trás. Atualmente, profissionais que carregam o time nas costas e agem como heróis são abominados pela maioria das empresas sérias e competentes.

Assim, a capacidade de trabalhar em equipe, respeitando opiniões e diferentes pontos de vista se mostra essencial no dia a dia. Saber respeitar o próximo e se comunicar bem são valores básicos do perfil do desenvolvedor ideal.

Capacidade de aprendizado

Aprender a aprender: essa é uma habilidade constante na vida do desenvolvedor moderno. Nesse ponto, se adequar rapidamente para uma nova linguagem de programação ou metodologia, por exemplo, é uma habilidade muito valiosa.

Portanto, é sempre importante apostar em técnicas para absorver rapidamente a informação e, mais do que isso, ter condições de retê-la de forma definitiva — o que vai ajudar ao longo da carreira como um profissional de software.

Flexibilidade

A capacidade de ser flexível perante as situações que surgem durante o desenvolvimento de um sistema também é uma habilidade valiosa para desenvolvedores. Aqui, não ficar apegado para linguagens, metodologias e ferramentas é um diferencial de mercado.

Pensar na melhor escolha — para um determinado problema — e utilizá-la sem qualquer sentimento negativo diz muito sobre maturidade. E, no mundo do desenvolvimento, a maturidade conta muito. Então, ser flexível é importante para uma carreira de sucesso.

Resiliência

Por último, em nossa lista, a resiliência é vista como uma soft skills excelente para qualquer profissional, principalmente os programadores. Nesse ponto, ter a capacidade de se manter firme no propósito, superando as barreiras e dificuldades, é uma habilidade excepcional.

Então, a partir dessa força de vontade e entendimento sobre o universo do desenvolvimento de software — e seu dinamismo —, é possível se manter firme na escolha de ser um profissional diferenciado e com qualidade.

O perfil do desenvolvedor ideal: categoria hard skills

As hard skills, de forma contrária ao grupo de soft skills, são habilidades técnicas e que, facilmente, são avaliadas perante um profissional com experiência. Esses conhecimentos são aprendidos em livros, vídeos, cursos e são igualmente essenciais para um perfil do desenvolvedor ideal.

Vamos conhecer as principais habilidades dessa categoria:

Lógica de programação

O pensamento lógico é obrigatório para qualquer desenvolvedor de software, que precisa pensar “como um computador” para escrever seu código, criar funcionalidades e fazer o sistema funcionar de forma adequada e voltada para o usuário.

Conhecimento da linguagem

Saber utilizar corretamente as linguagens de programação é essencial para extrair todo o poder que elas oferecem, o que resulta em sistemas de alta qualidade, seguros e que geram valor real para o usuário. Então, quanto mais você souber nesse sentido, melhor é para o produto final.

Inglês

O inglês é um idioma básico para o perfil do desenvolvedor ideal, já que muitas documentações, tutoriais e resoluções de problemas estão nesse idioma. Assim, a boa leitura já ajuda, mas um inglês avançado ou fluente vai abrir muitas portas para a carreira na programação de sistemas.

Arquitetura de sistemas

Fazer boas escolhas estruturais no projeto também é uma habilidade importante para desenvolvedores de software. Mesmo que, no início da carreira, seja difícil entender e colocar o conceito em prática, é importante mantê-lo em seu radar para aprender a utilizá-lo com o tempo.

Assim, é fundamental se questionar se a arquitetura, de alguma forma, vai ser um problema no futuro. Testes, manutenções e escalonamento do projeto dão sinais que vão ser um problema? Se sim, então é importante rever a arquitetura do software para que ele não vire uma grande dor de cabeça no futuro.

Visão sistêmica

A visão sistêmica ajuda a entender qual o objetivo do software para o usuário final. Ela fornece as diretrizes que guiam o ciclo de desenvolvimento, orientando os desenvolvedores a atingir a qualidade esperada, conforme previsto durante a fase de venda para o cliente.

Teste de sistemas

Saber da importância e fazer os testes corretos em softwares ainda são ações subvalorizadas no mundo do desenvolvimento. Nesse sentido, muitos programadores ainda fazem testes manuais, que eventualmente não cobrem situações reais de uso e, por isso, reduzem a qualidade de código.

Portanto, ficar preocupado com testes e buscar evoluir nesse quesito faz parte do perfil do desenvolvedor. Seja atuando no backend ou no frontend, é essencial ter essa habilidade sendo desenvolvida regularmente.

Versionamento

Processos de desenvolvimento precisam de um sistema confiável de versionamento, que vai possibilitar a recuperação do código escrito em caso de “acidentes”. Com vários profissionais atuando em projetos, é importante impedir que uma funcionalidade nova “quebre” o software e prejudique o usuário — e o versionamento ajuda na recuperação do código original, se for o caso.

Usabilidade

Por último em nossa lista, aprender o básico das boas práticas de usabilidade vai aumentar consideravelmente o resultado do produto final, onde o usuário terá condições de usar o sistema sem muitas complicações.

E a usabilidade, nesse caso, é o que vai ditar as regras para fazer um software que não crie barreiras para o usuário, seja uma pessoa regular ou com qualquer limitação física e psíquica de uso.

Você tem o perfil do desenvolvedor ideal? Então, vem pra OptCode

Na OptCode, temos uma grande preocupação com o perfil do desenvolvedor que vai fazer parte do time de desenvolvimento. Mesmo não atendendo os requisitos em um primeiro momento, gostamos de pessoas que se preocupem com a criação de uma carreira sólida e de alto nível.

Por isso, valorizamos quem as pessoas são e o que elas podem fazer. Assim, se você tem as habilidades listadas nesse conteúdo — ou está em busca de cada uma delas —, venha fazer parte do nosso time.

Acesse agora nossa página de carreiras e venha fazer parte de uma empresa em crescimento, flexível e que realmente pensa no bem-estar das pessoas, colaboradores e clientes. Estamos esperando você!