8 erros na gestão de TI que você precisa evitar para não comprometer os resultados

Descubra 8 erros na gestão de TI para evitar no negócio e, assim, não comprometer os resultados financeiros, bem como a continuidade da empresa.

A boa gestão de TI é fundamental para o bom crescimento da empresa. Seja pela tecnologia que, cada vez mais, é importante para as operações, mas também pela falta de profissionais capacitados, é preciso olhar para a área com muita atenção.

E mesmo que sua empresa opere em modelos mais tradicionais, ainda é importante cuidar da tecnologia com dedicação. Afinal, uma simples ausência de conexão nos computadores pode causar prejuízos irreversíveis.

Sendo assim, separamos 8 erros na gestão de TI que você, gestor, precisa evitar para não comprometer os resultados. Conheça cada um deles abaixo e evite que apareçam na rotina da empresa.

1. Não apostar em sistemas personalizados

O primeiro erro que muitas empresas cometem é o não uso de sistemas personalizados e criados, excepcionalmente, para a rotina da operação. Por mais que existam soluções prontas excelentes, os sistemas personalizados trazem inúmeros benefícios.

Por exemplo, o aumento da produtividade e facilidade de uso, com base no que a sua empresa realmente faz já são motivos suficientes para pensar nesse modelo. Além disso, a criação de funcionalidades específicas — que contribuam para os resultados — também são pontos importantes.

E se você quer conferir os principais motivos dessa prática, consulte o artigo onde abordamos 5 motivos para investir em um sistema customizado para sua empresa.

2. Fazer contratações fora da cultura da empresa

Outro erro na gestão de TI são as contratações fora do “fit” cultural da empresa. Aqui, é comum que muitos gestores apostem em colaboradores que, apesar de excelentes, tenham um propósito de trabalho muito diferente da organização.

Parte disso acontece pela escassez de bons profissionais na área de TI. Ainda assim, é melhor dedicar mais tempo para um bom recrutamento do que apostar em qualquer candidato só para atender, temporariamente, as necessidades.

Leia também: O perfil do desenvolvedor ideal

3. Negligenciar a boa comunicação interna e externa

Negligenciar a boa comunicação, interna e externa, também é um erro muito cometido por gestores de TI. Seja pela inexperiência na liderança de equipes ou mesmo por não entender como essa comunicação pode agregar para o dia a dia.

No entanto, é importante saber que mesmo na área de TI, onde os números e a lógica são uma realidade sempre presente, a comunicação pode evitar crises entre a equipe e, principalmente, erros com os clientes.

Portanto, atenção para esse tópico que, literalmente, pode atrapalhar a evolução da empresa.

4. Ignorar a alocação de profissionais

Outro ponto que muitos gestores desconsideram, por inúmeros fatores, é a contratação de profissionais alocados. Na prática, os terceirizados — mesmo com o não vínculo — podem ajudar bastante na rotina empresarial.

Seja pelo alívio na folha de pagamento ou pela flexibilidade na transição de projetos, abordamos as vantagens que os colaboradores terceirizados podem proporcionar. Confira o artigo completo e exclusivo sobre o tema aqui: Como a alocação de especialistas de TI ajuda no crescimento empresarial? Descubra!

5. Impedir o crescimento dos colaboradores

A falta de um plano de carreira para colaboradores de TI também é uma prática, infelizmente, recorrente em muitas organizações. Sem um plano claro de evolução, tanto em salário ou nas responsabilidades, a empresa fica fragilizada nessa área tão importante.

Por esse motivo, companhias não conseguem reter bons profissionais e acabam se colocando em problemas graves por falta de reconhecimento dos profissionais. E mesmo que um plano de carreira não seja motivo para segurar um bom colaborador, ele ajuda a reduzir os problemas internos que levam à rotatividade do pessoal.

6. Não eliminar a burocracia para resolver problemas

Mais um problema recorrente nas equipes de TI é a burocracia. A dificuldade ou demora para a tomada de decisões pode, literalmente, colocar a empresa em desvantagem no seu segmento de atuação.

E apesar da burocracia ser importante em muitos casos, para que decisões mal planejadas não sejam tomadas, o excesso dela pode causar danos graves para as equipes de tecnologia. Portanto, é essencial ter equilíbrio nesse tema para manter os resultados positivos.

7. Ignorar a segurança da informação

O nosso penúltimo erro que merece grande destaque é a falta de compromisso com a segurança da informação. Deixar os dados dos usuários vulneráveis, além de gerar processos, podem quebrar a força da marca no mercado.

Vazamentos de dados, por exemplo, são recorrentes no mundo atual. Além de expor desnecessariamente os indivíduos, algumas informações abrem brechas para a execução de crimes e golpes contra essas pessoas.

Portanto, ignorar a segurança da informação nunca é uma boa opção e isso deve ser imediatamente combatido pela sua gestão.

8. Não investir em aplicativos móveis

Por último, temos o não investimento em aplicativos móveis como um dos erros na gestão de TI. Graças a facilidade que smartphones e tablets trazem, ignorar seu uso em prol dos resultados empresariais é um verdadeiro tiro no pé.

E não importa o segmento de atuação do seu negócio. Qualquer setor pode se beneficiar dos aplicativos móveis para aumentar a produtividade e a capacidade de decisão. Ainda, mesmo que seja somente para gerar relatórios e acompanhar resultados, os aplicativos móveis podem ser essenciais no futuro do negócio.

Portanto, não deixe de investir nessa ferramenta na sua gestão de TI.

Gostou do conteúdo? Então, aproveite para ler também: